Controlo de Emissões
Recuperação de Produto
  • Esquemas
  • Soluções
  • Casos de Estudos
  • Referências
Os Pellets são normalmente fabricados a partir de aparas de madeira e serradura. O material é seco num secador rotativo, que é aquecido por um forno de biomassa e, finalmente, recolhido em chamados ciclones do secador.

O ar de transporte do material moído húmido é limpo com um filtro de partículas, antes de ir para a atmosfera. Um tipo de filtro comum utilizado para esta aplicação é o ciclo-filtro, que combina os princípios de funcionamento de ciclones com um cartucho de filtro no topo para evitar que as partículas mais finas escapem. No entanto, estes cartuchos entopem muito frequentemente (devido ao alto teor de humidade do produto) e algumas fabricas optam por remover para ser capazes de funcionar. Apesar de resolver o problema operacional, isto leva a um problema secundário: um aumento das emissões. A concentração total que escapa dos Ciclo-filtros sem o cartucho é entre 400 a 600 mg/Nm3.
 
Todo o material seco, é transportado para os ciclones do secador. Além das partículas de madeira uma quantidade muito menor de cinzas finas provenientes da combustão de biomassa é libertada e capturada nos ciclones. A concentração total de poeiras e cinzas de madeira que entra nos ciclones é tipicamente de 200 a 300 g/Nm3.

Os habituais ciclones secadores são capazes de capturar as partículas a um grau bastante elevado (> 99%), mas muitas vezes ainda têm emissões de 200-350mg/Nm3.

Este nível de concentração de partículas é muito alto para a maioria dos países onde os limites de emissões são muito baixos e, por consequente, as fábricas têm de estar equipadas com um sistema de despoeiramento final para baixar as emissões para menos 50mg/Nm3.
Mostrar tudo